« Anterior Próxima »

​Ilustrações de Moda ganham espaço!

Postado em 24/09/2015

 
 
      Em um momento em que parece que nada novo vai surgir, em que redes sociais de `looks do dia` são fortes porém ao mesmo tempo sem conteúdo e inovação. Reaparecem as ilustradoras e ilustradores de moda, ganhando espaço nas primeiras filas de grandes desfiles. Os desenhos a mão se destacam novamente, dando a oportunidade de olharmos com mais calma, mais delicadeza para cada peça, prestarmos atenção em detalhes que nas fotos corridas de instagram não valorizamos.
Um desenho a mão é único, é a origem da moda. A ilustração é o ponto de partida para representar uma coleção, existe desde o início da vida e até hoje é insubstituível.
 
      Marcas grandes e gringas estão optando pelas ilustrações. Como a Padra, que contratou uma ilustradora nem tão conhecida antes do seu trabalho com a marca, para desenhar sua atual campanha. Jenny Walton já desenhou também para Gucci, vive em Nova York e também já foi modelo na campanha da J.Crew, que coloca suas fotos ao lado dos seus desenhos.
 
 
jpr
 
 
     Erin Petson é outra ilustradora de moda com  visão única cheia de estilo, profundidade e diversidade de cores. Trabalha para clientes como Dior, Vogue, Swarovski, Lancome, Elle, entre outros. Suas obras viram produto de estamparia, desde camisetas até bolsas.
 
 
eed
 
 
      E aqui temos uma lista de ilustradoras para ficarmos de olho:
@bildonovan: Esboços de aquarela coloridos, trabalho lindo.
@travelwritedraw: Ilustra com lápis de cor, mostra tudo, desde a passarela até as celebridades sentadas na primeira fila.
@dallasshaw: A ilustradora It Girl com dom para sketches, que inclui um trabalho super conhecido usando paleta de sombra para olhos da Chanel.
@blairz: Esboços cheios de atitute, é o que a resume.
@paperfashion: Inclui diversos materiais nas suas ilustrações.
 
 
blairz
 
 
bl
 
fa

Publicado em: Tendência

IFLS + EICI Colômbia 2015

Postado em 17/09/2015


​      A feira  International Footwear and Leather Show (IFLS) + Exhibición Internacional del Cuero e Insumos, Maquinaria y Tecnología (EICI)​, é a feira mais importante da Colômbia para o setor calçadista. Onde há 15 anos profissionais de diversas áreas do ramo encontram novidades em moda e inovação. A IFLS + EICI é organizada peça Associação Colombiana de Indústrias de Calçado, Couro e suas manufaturas (ACICAM), uma entidade de carácter permanente, sem fins lucrativos, que tem como missão promover os interesses das empresas dedicadas a produção de calçado, couro e suas manufaturas. Tendo como base o foco de melhorar a produtividade e competitividade.

      Apesar do país se mostrar carente de tecnologias e componentes, a Colômbia esta sendo considerada um dos maiores produtores de calçados da América Latina, tendo como destaque a produção e a qualidade nos produtos apresentados.

     Nós da  Compor estivemos presentes na edição deste ano da feira e estamos muito contentes com os resultados. Fomos com o intuito de vender o design brasileiro, buscando clientes pontuais que queiram investir em design brasileiro com matéria prima brasileira. Voltamos com muitos contatos interessados em nosso trabalho e um case fechado para uma empresa de grande prestígio no mercado colombiano. Voltaremos para o país em outubro para apresentar projeto e realizarmos visitas técnicas.

 

colom1

 

      Agradecemos aos organizadores pela oportunidades e estamos muito contentes com as parcerias juntamente com as empresas da Colômbia.​

 

colombia2

 

 

colom4

Publicado em: Cases

Free Your Feet!

Postado em 31/08/2015

      Hoje em dia há uma grande variedade de sapatos para quem pratica esporte. Um calçado para cada tipo de esporte que acabam nem sempre sendo usados e causa um grande impacto ambiental. Pensando nisso  a Swiss Barefoot Company está lançando seu novo produto para esportes, chamado Free your Feet, que se parece mais com uma meia esportiva, que oferece um tipo de proteção que pode superar um sapato tradicional. Protegendo nosso pés e mantendo nossos dedos a salvos dos cantos afiados do chão. 
O Free Your Feet promote ser o seu único calçado para esportes, podendo ser usado para alpinismo, surfe, futebol, corrida, mergulho, ou qualquer outro tipo de esporte.
 
      O segredo desta maravilha está nas fibras. O tecido de malha é feito com 46,5% de Dyneema, apelidado pelos criadores como a fibra mais forte na terra. Dyneema é um polietileno de Ultra Alto Peso Molecular, transformado em fibras e suas principais qualidades são a alta resistência ao desgaste por abrasão, a alta resistência ao impacto e o baixo coeficiente de atrito. Por ser hidrofóbico o Dyneema não se molha. Feito de um material 15 vezes mais forte que o aço, o FYF é como um colete a prova de balas, só que para os pés. Mesmo com tudo isso, você sente que não esta usando nada. 
 
     O projeto tem como objetivo fornecer uma sensação de estar descalço, e fazer com que você sinta as texturas quando estiver caminhando ou escalando. Mesmo que o seu design faça parecer que você esqueceu dos sapatos e saiu só de meias, não tem problemas. O público alvo é desportivo ao ar livre e eles geralmente não se importam com isso, apenas com a qualidade e o conforto.
 
     A campanha está no Kickstarter e já superou a meta. Durante a campanha as meias podem ser compradas por U$50 e depois o seu custo será de U$80 no varejo.
 
ffyf

Publicado em: Design

Athos Bulcão - Design de Superfície

Postado em 21/08/2015

 

"Artista eu era. Pioneiro eu fiz-me. Devo a Brasília esse sofrido privilégio. Realmente um privilégio: ser pioneiro. Dureza que gera espírito. Um prêmio moral".    
 
Athos Bulcão

 

      Athos Bulcão é um dos artistas brasileiros que você deve conhecer melhor! Nascido no Rio de Janeiro, abandonou a medicina para se dedicar as artes. O artista plástico já fazia sucesso nos anos 1940 com murais que destacavam geometrias e formas estilizadas, mas em 1950 a sua carreira explodiu. 
Aos 21 anos foi apresentado por amigos, a Cândido Portinari, que o ajudou a aperfeiçoar as formas e cores. Trabalhou muito também com Oscar Niemeyer, de quem se tornou amigo. Foi amigo de alguns importantes artistas brasileiros modernos como Carlos Scliar, Jorge Amado, Enrico Bianco, Vinicius de Moraes, Burle Marx, entre outros.
      Athos sempre acreditou que um artista tem que saber o que fazer, não acreditava em inspiração. Antes de pintar, planejava as cores que usaria. Para ele o que existe é talento e bastante trabalho.
Suas obras são admiradas pelo público em geral, que entra em contato com a sua obra no seu dia a dia, passeando pela cidade. 
Em 1957 se mudou para Brasília e nunca mais saiu. Athos se tornou o artista de Brasilia,` realçando` o concreto e alegrando a cidade, suas obras carregam o convívio com a população e sua consideração por ela. 
      As intervenções do artista estão em várias obras arquitetônicas de Brasilia, painéis e relevos que foram feitos em parceria com Niemeyer e João Figueiras Lima.
Antes de pensarmos em suas obras como clássicas ou surrealistas podemos pensar como cinematográfica. Nos seus azulejos encontramos o grafismo criado com uma incrível habilidade com base em formas geométricas. 
Faleceu após uma parada cardiorespirátoria no dia 31 de julho de 2008, aos 90 anos.
 
 
 
 
 athos3
 
athos
 
athos2
 
 

Publicado em: Cultura

O salto mais confortável do mundo

Postado em 14/08/2015

Dolly Stingh, chefe de aquisição de talentos na SpaceX estava farta dos saltos altos machucando os seus pés e resolveu criar um salto alto confortável. A Startup, de Los Angeles, Thesis Couture está criando um novo tipo de salto alto juntamente com uma equipe que inclui até um astronauta. “Se eu fosse continuar a usar esses saltos todos os dias da mesma forma que eu fiz nos meus 20 anos, eu literalmente acabaria com os pés destruídos”, disse Dolly de 36 anos.

Dolly contratou uma equipe de designers, técnicos e engenheiros para melhorar o design do salto alto que continua o mesmo há décadas. A estrutura normal de um salto depende de uma única haste metálica que corre ao longo da sola do sapato proporcionando uma plataforma muito rígida e desconfortável que coloca 75% do peso concentrado na parte da frente, sobrecarregando dedos e a planta dos pés, pois quando estamos descalços, o nosso peso é distribuído igualmente por toda a superfície.

Entre as novidades apresentadas pelo projeto da Thesis Couture, estão um salto feito de materiais aeroespaciais de alta tecnologia como polímeros e plástico em vez de uma haste de metal como os tradicionais sapatos, tiras que se envolvem estrategicamente em torno dos pés, sola antiderrapante, amortecedor interno almofadado para o calcanhar e uma melhor distribuição de carga do calcanhar ao dedo do pé. Ajustaram a distribuição de carga de peso para que a planta dos pés carregassem 50% do peso e o calcanhar suportassem o resto. Deste modo o impacto e a dor diminuem. Uma edição limitada de 1500 sapatos custará US$925 e será lançado ainda este ano.

Publicado em: Cultura

« Anterior
Próxima »